quarta-feira, 6 de maio de 2009

(a)normal

Já me disseram algumas vezes que sou complicada. Ou esquisita. Ou coisas piores que não vou transcrever aqui (o blog é meu, só se fosse parva é que as transcrevia ... esperem, parva foi uma das coisas que me chamaram).
Bom, em suma, já ouvi mais do que uma vez - dirigida a mim - a frase "Tu não és normal!".



Sabem que mais?
"Normal is nothing more than a cycle on a washing machine."



(Whoopi Goldberg, citada pela Saki aqui )

12 comentários:

Mag disse...

A mim dizem-me frequentemente "tu não existes!"...
Mas a prova é que estou aqui, sou palpável :)
I luv you just as you are... :))))

Canto Definido disse...

Vulgar ou desinteressante é que seriam verdadeiros insultos, acho que estás de parabéns ;)

pepita chocolate disse...

Já pedi para me explicarem o que é ser normal...ainda ninguém me soube explicar!

Beijoca!

lilipat2008 disse...

é isso mesmo...todos iguais, todos diferentes...:)

bjitos

Fadinha da Sombra disse...

Tchii a quantidade de vezes que já ouvi essa frase! E depois vem sempre acompanhada do tipico "Tu não existes!".
Enfim, falam falam mas...

Beijitos :)

Sayuri disse...

E mais importante que ser normal, é ser funcional! :)

XR disse...

Obrigado a todos pelos comentários.

Mal ou bem, estou aqui e funciono; portanto sou a prova de que é possível ser como sou :D

Como diriam os Xutos:
"À minha maneira"
- e mai' nada!

Vitor disse...

Já o Marinho bochechas dizia: bem ou mal, quero é que falem de mim, é sinal que existo…

Bj*

Margarida Piloto Garcia disse...

Que é isso de normal?Nunca percebi...nem quero.
Temos de seguir sendo nós, isso sim.

mfc disse...

O fundamental é gostarmos de nós.

Intruso disse...

nem mais..

Carlos disse...

No mundo de hoje ser "normal" é sinónimo de lavagem cerebral. Implica abandonarmos o nosso livre arbítrio e aceitarmos a mentalidade que os outros acham socialmente aceitável. Para mim não, obrigado. Prefiro continuar a pensar por mim próprio e ser "anormal", do que ser um robô controlado pela sociedade e pelas suas modas parvas.